quarta-feira, 13 de maio de 2015

A Economia do Futuro; Estudos & Contributos; Debates & Ações




No próximo dia 19 de Maio, pelas 18h30, decorrerá, em Aveiro, um encontro subordinado à temática “A Economia do Futuro”, promovido pela Plataforma CIDADES e Fundação Engenheiro António Pascoal, no edifício-sede desta última localizado na Av.ª Dr. Lourenço Peixinho, n.º 155. Esta Fundação assume-se como uma instituição de interesse público, que merece o reconhecimento pela relevância dos serviços prestados à sociedade, sobretudo nos concelhos de Aveiro e Figueira da Foz, assumindo-se, neste âmbito, como entidade parceira.

Por seu turno, a Plataforma CIDADES define-se como um grupo de reflexão cívica, criado em 2003, que, desde então, se reúne regular e informalmente com um número variável de participantes. Cada sessão conta com um tema previamente definido e analisado por um grupo restrito de elementos que são convidados a partilhar as suas reflexões a respeito do mesmo e, desse modo, contribuir para um debate mais alargado. De cada encontro resulta um conjunto de ideias-chave que, ou se constituem como património de conhecimento e saber de cada um dos elementos do grupo, ou – nalguns casos – se assumem como a base de algumas interceções cívicas.

A próxima sessão tem como ponto de partida a investigação científica comparticipada pela Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS), recentemente publicada em dois livros: "A Economia do Futuro – a visão de cidadãos, empresários e autarcas” (mais extenso) e "Que Economia Queremos" uma "versão de bolso"; quer a investigação, quer as publicações são da autoria de um conjunto de universitários coordenados pelo Prof. João Ferrão (ICS-IUL).
Com este estudo, os autores pretendem demonstrar de que forma os portugueses veem a economia do futuro, que mudanças consideram necessárias bem como as prioridades a assumir e os agentes a implicar nessa mesma mudança. Por outro lado, pretendem encontrar pontos de convergência e divergência entre os três grupos-alvo participantes no estudo – população em geral, empresários e autarcas, constituindo-se como o mote para um debate mais alargado.

É a partir deste "retrato da realidade portuguesa" que esta investigação nos oferece, que a plataforma CIDADES e Fundação Engenheiro António Pascoal pretendem contextualizar os pressupostos e ponderar a exequibilidade de alguns caminhos,  ouvindo alguns importantes autarcas, empresários e cidadãos de Aveiro e Ílhavo.

É, ainda, do debate público e franco em torno desta temática - para o qual se convidam os partidos e os cidadãos - que as entidades promotoras pretendem que se tornem mais claras as opções e o modo como poderemos, coletivamente, construir uma sociedade mais sustentável e feliz.


Dr.a Darlene Ávila